SIGA:
Busca:

Fisioterapia em Grupo

A cada dia, recebemos informações sobre os benefícios da atividade física e como sua prática regular pode proporcionar uma qualidade de vida significativa em nosso cotidiano, principalmente quando falamos sobre a pessoa idosa. E aqui na Maioridade isso não é diferente.

Possuímos uma rotina de estimulação para que nossos idosos continuem ativos em grande parte do dia. E a participação de todos os profissionais é extremamente importante.

Abaixo, deixamos algumas dicas para atividades em domicilio ou para aqueles que pensam em transformar a rotina de um familiar idoso, visando estimular ele em um exercício físico.

Busque orientação profissional
Essa, sem dúvida, é a dica mais importante, pois uma avaliação direcionada, possibilita a orientação adequada e supervisão para que os exercícios possam ser realmente eficazes.

Atividades prazerosas
Todos nós temos nossas preferências e desejos, avalie com o idoso quais são as atividades que ele gostaria de praticar e se envolver, pois o sucesso de toda estimulação se deve a aceitação dela enquanto recurso terapêutico.

Rotina
Faça, refaça, reinvente, repita, reorganize.
A rotina é extremamente importante. Não é porque em um dia o idoso negou ou não gostou de tal exercício que devemos desistir. Crie um momento de interação, preservando sempre os mesmo horários e condutas. Depois de um tempo, o idoso possivelmente conseguirá se organizar, antecipar a tarefa, transformando em algo que complete seu dia. Essa antecipação dentro da rotina diária, promove segurança e aceitação para o idoso, possibilitando direcionar suas atividades de forma autônoma.

Citamos alguns exemplos de atividades, lembrando-se sempre de buscar orientação profissional adequada:

Caminhada – Pequenos circuitos, local mais amplo ou mesmo dentro de casa, buscando eliminar obstáculos que possam gerar risco;
Natação - Um ótima alternativa, junto com a hidroginástica, pois apresentam bons resultados de curto e médio prazos.
Treino de equilíbrio – Alternativa para quando o idoso apresenta maior dificuldade de locomoção;
Atividades externas – Visitar pontos turísticos da cidade (focando na atividade física) pode ser uma boa alternativa para estimular a prática de exercícios.
Fisioterapia individual – Atividade supervisionada, focado na individualidade de cada idoso.

As sugestões são inúmeras, o que vale é a criatividade e a participação de toda família neste projeto. O mais importante em todo atendimento com a pessoa idosa é a criação de um vínculo com as pessoas e com as atividades. Devemos sempre proporcionar que aquela situação possa ser um momento prazeroso para o dia e para sua rotina. Então devemos sempre utilizar deste momento, como uma boa oportunidade para estarmos próximo ao idoso, pois essa interação, seja em uma caminhada ou em um passeio, por exemplo, pode se transformar em algo de grande importância para ele, com um significado muito especial.

Abaixo, postamos o vídeo da aula de fisioterapia em grupo de hoje, orientado e supervisionado por nossa profissional Aline Cheab.

Comentários