SIGA:
Busca:

Como escolher um cuidador de idosos

Você sabe como escolher um cuidador de idosos? A população brasileira está vivendo mais. A expectativa de vida no Brasil aumentou 17,9% no período entre 1980 e 2013, passando de 62,7 para 73,9 anos, o que equivale a um aumento real de 11,2 anos, de acordo com o Relatório de Desenvolvimento Humano 2014, apresentado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

As estimativas recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apresentam que o número de pessoas acima da faixa etária dos 60 anos no país pode quadruplicar até 2060. Assim, saltaria dos 14,9 milhões registradas em 2013 para 58,4 milhões. Porém, em contrapartida, também houve um aumento da incidência de casos de doenças crônicas, muitas vezes associadas ao estilo de vida da sociedade moderna, como má alimentação e sedentarismo.

Se você já possui algum tipo de doença crônica e não aguenta fazer as atividades do dia a dia- como: se vestir, cuidar de sua higiene pessoal, cuidar da medicação, entre outras responsabilidades, é bom contar com o auxílio de um cuidador. O cuidador de idosos, trata-se de um profissional que fica incumbido pelos cuidados com a sua saúde e bem-estar.

O cuidador de idosos ideal

Para escolher o cuidador certo preste atenção em alguns detalhes e requisitos necessários ao perfil do profissional. O ideal é fazer a contratação de uma pessoa maior de 18 anos, com ensino fundamental concluído e que tenha o certificado de curso de cuidador de idosos, ou seja, técnicos com especializações voltadas ao atendimento da Terceira Idade no currículo.

A formação é importante, pois o profissional aprende nesses cursos os diversos aspectos sobre o envelhecimento, aprendem a respeitar as individualidades de cada paciente, principais patologias que acometem pessoas na terceira idade, cuidados no controle e guarda dos medicamentos, massagem, mobilização e atividade/exercícios terapêuticos, prevenção de quedas, entre outros aspectos.

O profissional também deve ser: pontual, responsável com as tarefas rotineiras, ser paciente, comprometido (não faltar por motivos banais), possuir um bom preparo físico e ser criativo para criar atividades que contribuam para uma melhoria das capacidades cognitivas e funcionais.

Outras dicas para escolher um cuidador de idosos:

Além de observar as qualificações profissionais do candidato, você também deve:

Realizar uma entrevista com o mesmo a fim de averiguar as referências de outras famílias onde tenha trabalhado;
Questionar as razões pelas quais levaram aquela pessoa a tornar-se um cuidador de idosos;
Informar-se a respeito do grau de dependência do idoso, observando se a pessoa está apta para executar atividades como alimentação, banho, companhia, entre outros;
Conversar com o cuidador a respeito do compartilhamento de tarefas em com a família;
Após o inicio da atividade do profissional, se o mesmo não atender as suas expectativas, converse com seus familiares e escolham outro que atenda as suas exigências.

Fonte: aterceiraidade.com

Comentários